Jéf entrou na timeline do nosso facebook de surpresa, no primeiro semestre de 2014. Um amigo compartilhou o link de seu primeiro disco que acabava de ser lançado. Em noite solitária de Porto Alegre, o disco começou a rodar por curiosidade e girou no repeat sem parar. Assim é a música do jovem cantor e compositor de Três Coroas, localizada na região coureiro-calçadista, no interior do estado. Um caso de amor, ou amizade, a primeira vista, que te envolve em uma relação de cumplicidade existencial. A música em sua mais profunda razão de existir.

O novo disco, que ganha às lojas e redes sociais com a assinatura da Sony Music, é resultado do prêmio que Jéf conquistou no programa Breakout Brasil, no ano passado. Novamente, ele traz para a cena nacional a sua música sincera e verdadeira, agora com maior alcance. Com luxuosa produção de Lucas Silveira, e acompanhamento de sua ótima banda, Jéf reapresenta alguns temas e introduz novas canções, com a mesma qualidade autoral. Batizado de "Interior", a obra reúne dez músicas que transformam o disco em um dos melhores lançamentos do ano.

Jovem de 25 anos, Jéf é o que se pode chamar de "força da natureza", expressão acabada da arte sem as nefastas interferências do "mercado". Em músicas como Pra Depois, Quando Você Voltar, Intervir e Leve transbordam sinceridade e uma emocionante aposta na busca da felicidade. O que poderia parecer destoante da vida atual, torna-se um alento para atentos ouvintes de música e um sopro de esperança para almas jovens atrás de identidade cultural.

Sem qualquer pretensão, Jéf canta o mundo de uma geração periférica, interiorana, mas integrada no novo Brasil conectado.

Entre o primeiro e o segundo disco, a carreira de Jéf passou por uma série de situações que testaram a força da sua música. Além de passar pelo Breakout Brasil, subiu ao palco do Festival El Mapa de Todos, em Porto Alegre, em novembro passado, com casa cheia. Dividiu o palco com outros artistas nacionais como os cuiabanos Vanguart, também na capital gaúcha, na casa de shows Opinião. E talvez mais importante que tudo, realizou dezenas de apresentações em sua região, no interior do estado, valorizando respeitosamente as origens de sua arte.

Diante da sua estreia, escrevemos que "aos poucos, tanto o disco, quanto o próprio Jéf vão sendo descobertos no estado, dando visibilidade para a obra de um dos artistas mais promissores da nova geração local". Agora, um ano após, a presença de Jéf extrapola os limites do Rio Grande do Sul e impõe-se como um dos nomes mais promissores da nova safra de artistas nacionais. Mais do que uma aposta, Jéf é a confirmação da saudável renovação da música brasileira, com qualidade e honestidade pop.

* Fernando Rosa é editor do portal Senhor F.
2 de agosto de 2015
jef-interior-album-2015

CD INTERIOR

2 de agosto de 2015
jef-leve-album-2014

CD LEVE

Entre em contato!

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Assunto

Sua mensagem

betheme70wplk